quarta-feira, 26 de novembro de 2008

A Pasárgada Alemã

Câmara Municipal antiga - símbolo da cidade de Bamberg

Na região da Baviera, a cerveja é considerada o quinto elemento, junto com a terra, água, ar e fogo. Lá fica a cidade de Bamberg, na região da Francônia.
Localização de Bamberg na Alemanha

A região cervejeira da Francônia (Bierfranken) tem a maior densidade de cervejarias, mais ou menos 300, por número de habitantes do mundo (quem terá coragem de discordar do título desse post?).

A cidade de Bamberg foi documentada pela primeira vez em 902 e manteve seu caráter medieval ao longo do tempo. Seu centro histórico foi reconhecido pela UNESCO como patrimônio mundial em 1993.

O EBCU (European Beer Consumers Union) declarou Bamberg como World Beer Heritage City (Cidade Patrimônio Mundial da Cerveja?). Com 10 cervejarias produzindo mais de 60 tipos de cervejas, 2 grandes maltarias (Weyermann Malz and Bamberger Mälzerei) e o Franconian Brewery Museum, pode-se dizer que a cidade tem bastante cultura cervejeira para os seus mais ou menos 75.000 habitantes.

Maltaria Weyermann

No início de maio ou fim de abril, as pessoas de Bamberg vão aos seus Bierkellers favoritos, que são a variação local dos famosos biergartens, e saboreiam seus primeiros barris de cerveja do verão.

Em 1972, foi fundado o "Franconian Beer Brewing Museum". Ele fica nas históricas grutas usadas como adegas de cerveja de um antigo monastério beneditino em Michelsberg.

Falando em Bamberg, logo vem à mente o estilo defumado, mas só 2 cervejarias (Schlenkerla and Spezial), das 10 de lá, fazem esse estilo.
A Schlenkerla, um exemplo do estilo rauch, é mais conhecida aqui no Brasil por sua Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen, mas também produz uma Rauchweizen e uma unsmoked Lagerbier, dentre outras. No fim do outono, também é feita uma Rauchbock (é duro fazer esses posts e não provar nada disso).

Produzindo rauch na Schlenkerla


Nas tavernas das cervejarias é usual compartilhar as mesas, ainda mais quando o lugar tá ficando cheio. Então, chegando lá e não havendo mesas vazias, pode ir sentando em qualquer lugar sem censura.

Taverna da Schlenkerla, uma das muitas da cidade


No Brasil, há uma microcervejaria em Votorantim, SP, que se chama Bamberg e produz 9 estilos de cervejas. Ela já tem 3 anos de idade, mas só agora lançou sua Rauchbier, que será devidamente degustada no nosso encontro.


A cerveja foi desenvolvida por Stefan Grauvogl, bier sommèlier e mestre-cervejeiro, que fez sua primeira cerveja aos 15 anos de idade, e trabalha atualmente na Maltaria Weyermann.

Ele veio pro Brasil em agosto desse ano só pra produzir a Rauchbier da Bamberg.

Estamos ansiosas por essa degustação, que terá como harmonização um jantar feito pelo super mestre cervejeiro Maurinho.

Um Brinde a essa noite que promete...

3 comentários:

Ricardo Rosa disse...

Mais um ótimo artigo, Tati! Parabéns!

Aproveitei pra fazer "propaganda" de vocês no meu último artigo (http://blog.cervejarte.org).

Bjs,
Ricardo

Anônimo disse...

Parabéns pelo Post!

Devido a um livro sobre cervejas da Alemanha e de muita sorte eu fui parar em Bamberg quando estive pela Europa em 2006.
De fato a cidade é linda e parece uma pequena vila medieval.
Aproveitei para conhecer duas cervejarias quando estive por lá: a Spezial (que foi comentada no post) e a Marhs Braw.
Sem dúvida a cerveja da Spezial (que é um pequeno bar-restaurante onde não se fala nem inglês) foi a melhor cerveja que tomei em toda minha viagem pela Alemanha.

Da próxima vez que for encontrar com vcs vou levar uma "bolacha" do "Spezial Bamberg" de presente.

Abraços

Rafael Bomfim

FemAle Tatiana disse...

Ricardo, e bota propaganda nisso! Em menos de 10 horas tivemos 5 visitas vindas do seu site.

Rafael,
Que legal uma pessoa que esteve lá ter aprovado o post. É difícil mesmo escrever sobre essas coisas sem conhecer. Dá vontade de pegar um empréstimo no banco e sair correndo.
Fica aqui a dica sobre a Spezial.
Valeu pelo presente!]
Beijos