quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Encontro de Janeiro - Birreria Escondido e Boteco Colarinho

Nosso encontro de janeiro foi organizado pela FemAle Claudinha. Aproveitamos que ela estava de férias no Rio de Janeiro para marcar o primeiro encontro do ano com ela por aqui. Não sei se vocês sabem, mas ela mora no Chile!!!
Como ela já está um tempo fora do Rio, tinham vários bares que ela ainda não conhecia e então selecionamos dois para este primeiro encontro.
O primeiro foi o Birreria Escondido. Ela precisava provar aquelas pizzas maravilhosas com a seleção de cervejas de 16 torneiras de chopp.

Dani, Duda, Lu e Claudinha


Diego Baião chegou bem na hora pra foto oficial!
Depois de muita pizza e chopp, viramos a esquina para conhecer a ampliação do Boteco Colarinho, velho conhecido das FemAles.
E ele ficou lindo!!! Com uma câmara fria de 3 metros de altura e duas janelas de vidro com capacidade para 33 torneiras que, segundo Diego Baião, vão ser usadas em grandes eventos, podendo ser divididas em 20 torneiras de chopp, 10 torneiras de drinks e 3 de soft drink (limonada, mate gaseificado...), por exemplo.

Câmara Fria
A gente se divertiu!

Até fevereiro!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Ceia de Natal da FemAle Carioca

Em dezembro rolou a já tradicional Ceia da FemAle Carioca, só que esta veio com mais novidades!
O encontro aconteceu na casa da FemAle Talita, que tem um terraço delicioso que acomoda todos nós: FemAles, MascotAles e convidados ;-)


Esse ano teve salada, comidinhas, churrasco e muita cerveja! O Rafael Oliveira ainda nos brindou com uma Imperial IPA caseira.


No meio da festa a FemAle anunciou as novidades: duas novas meninas foram convidadas a fazer parte deste seleto grupo das FemAles Cariocas. Foram elas, Claudia Moreno e Daniele Felippe. Agora o grupo está completo. Vejam como ficou lindo! ;-)

Nós somos FemAle Carioca!
Saúde!
Depois disso a festa rolou solta!!! 




Feliz 2017!!!


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

FemAle Carioca no jornal O Dia


Logo depois da retomada da FemAle Carioca, fomos convidadas para uma entrevista na coluna "dmulher" do Jornal O Dia. Foram muitas fotos e um pouquinho da nossa história que você pode conferir nas fotos da reportagem.





Nos divertimos!!

Agradecimento especial à repórter Brunna Dondini e ao fotógrafo Daniel Castelo Branco.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Estamos de volta!

A FemAle Carioca está de volta, cheia de gás e com novidades para contar!

Por motivos pessoais, acabamos nos afastando um pouco do nosso blog e reduzindo nossos encontros, mas como o tempo tudo resolve, estamos de volta, cheias de vontade de compartilhar com vocês nossas experiências gastronômicas envolvendo cervejas artesanais, agora mais abundantes no mercado carioca e brasileiro.
E, pra começar, a Female resolveu "abrir as portas" e convidar novas mulheres cervejeiras para fazerem parte desse grupo. A ideia não era somente aumentar o grupo, mas, sim, ter conosco amigas, cervejeiras, que sempre estiveram juntas da FemAle e presentes desde o início dessa brincadeira de cervejas caseiras no Rio de Janeiro.
Nossa primeira convidada foi a Juliana Couto, ela recebeu o convite no nosso encontro de retomada, na casa da FemAle Flavia, e já aceitou! Acho que essa história não vai parar por aqui... Mas depois a gente conta mais!

FemAles e seus convidados

Belisquetes
Algumas preciosidades degustadas na noite

FemAle Carioca, com sua nova integrante, Ju, mas sem a Lu, que estava viajando
Final da noite...
Para marcar a retomada, nosso encontro foi completo! Risadas, brincadeiras, excelentes cervejas e petiscos, maridos dormindo no sofá, mascotAles (Tiago, Felipe e Daniel) presentes e tudo acabando quase com o dia raiando. Tudo ótimo! Menos a ausência da Lu.... Que estará conosco no nosso próximo post. Faltou você, Lu! 

Nos aguardem! Estamos de volta! 

quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Pubs da Brew Dog em Londres

Para os cervejeiros que estão na capital Inglesa, visitas indispensáveis são aos pubs da BrewDog. Localizados nos bairros de Camden Town e Shoreditch, cada um tem um charme e uma quantidade boa de cervejas, não só da BrewDog.


O BrewDog Camden tem um ambiente mais familiar, com as paredes todas de vidro, mesas com bancos compridos para deitar e bastante espaço interno para o bebê brincar! Aproveitamos essa oportunidade, deixamos o Felipe na "bicicleta de chopeira" e experimentamos tudo que tivemos direito e tempo de tomar.
O chopp da semana (sazonal) era o Blitz Apricot, com 3 % de alcool. Do estilo Berliner Weisse, é fermentado com uma mistura de fermento ale e lactobacillus e leva um toque de damasco. Ácida, azeda, frutada, muito efervescente e refrescante. Foi feita pra mim! No verão inglês, caiu como uma luva! O "IPA is Dead" também nos surpreendeu pela leveza e equilíbrio, e estava sendo servido passando pelo filtro de lúpulo, Hopinator, com East Kent Goldings e Nelson Sauvin ;-). Também experimentamos o kit de Single Hops da Mikkeller, que estavam bem inferiores aos chopps da BrewDog. A partir daí, voltamos as opções "da casa" rsrsrsrsrs. Pra fechar a visita, nada mais, nada menos que Tactical Nuclear Penguin, com 32% abv. Sensacional! Tivemos que repetir a dose. Depois de tanto chopp, permanecemos de pé, graças à visita ter ocorrido depois da variedade de refeições oferecidas na feira de Camden Town. Fica a dica!


 

O BrewDog Shoreditch tem um estilo mais "noitada", tanto que chegamos por volta das 20:30hs e fomos barrados por causa do bebê. Tomamos algumas do lado de fora, mas não desistimos de conhecer o lugar e voltamos, no meio da tarde, no último dia de viagem.
Com algumas exceções, os chopps eram praticamente os mesmos, repetimos os melhores e raros (Blitz Apricot!) e experimentamos algumas versões em garrafas que não chegam no Brasil.
Destaque para a Dead Pony Club, uma Californian Pale Ale, com 3,8% abv, refrescante e deliciosa e para a Watt Dickie, com 35% abv, mais parecida com um whisky do que com um vinho do porto, como a Tactical Nuclear. Entre a Watt Dickie e a Tactical Nuclear, fico com a segunda!



Fim de viagem.
Até a próxima.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Cervejaria Samuel Smith

Na mesma viagem de férias do GBBF, aproveitamos a visita à York, no norte da Inglaterra, para darmos uma esticada até a cidade de Tadcaster, no condado de North Yorkshire, para visitar a cervejaria Samuel Smith's Old  Brewery.
A Samuel Smith tem um estilo de cerveja, considerado por muitos, típico de Yorkshire. Preservando o antigo sistema de fermentação, Yorkshire Square,  onde tanques fermentadores são sobrepostos, com um buraco entre os dois níveis, de forma que, conforme a levedura sobe, ela passa pelo buraco para o tanque superior e ao final da fermentação somente a cerveja desce para o tanque inferior,  deixando no tanque superior a levedura e os resíduos e a cerveja mais limpa no tanque inferior. Ao contrário do que estamos acostumados a ver nas cervejarias no Brasil, estes tanques não são feitos de aço inoxidável, mas sim de ardósia galesa. Acredita-se que este formato de fermentação acabou trazendo um perfil de aromas e sabores específicos para a cerveja produzida desta maneira.
As cervejas da Samuel Smith possuem um perfil suave e caramelado, com aromas tradicionais de lúpulos ingleses.
Como já prevíamos, após várias tentativas de contato, não é permitido a entrada de visitantes na fábrica, então, passamos o dia no pub da cervejaria, "Angel & White Horse".
Apesar de também venderem as tradicionais "Real Ales", desta vez encontramos cervejas geladas e carbonatadas, servidas diretamente dos barris que ficam armazenados na adega refrigerada, mantida a 10°C, no subsolo. Maravilhosas!


A preços extremamente acessíveis, pudemos experimentar todas as opções on tap: Old Brewery Bitter, Best Bitter, Sovereign, Dark Mild, Wheat beer, Extra Stout, Pure Brew e Light Mild. Para acompanhar, Tempura King Prawns e Steak and Ale Pie. Tudo uma delícia!

Fomos super bem recebidos, apesar de estar com um bebê de 1 ano. Atitude difícil nos pubs ingleses. Passamos o dia por lá: Vimos os cavalos, conhecemos a adega, bebemos e comemos bem e voltamos para York, ao final do dia.

Mesmo sem poder visitar a fábrica, recomendo a visita pra quem estiver pela região. Beber as Samuel Smiths fresquinhas, direto do barril, acabadas de sair da fábrica não tem preço! ;-)

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Comemoração FemAle Carioca

E a comemoração dos 5 anos da FemAle Carioca, no Teto Solar, foi um sucesso!!
Os amigos nos prestigiaram, os bebês dormiram e acordaram, os dois cornélius da Imperial IPA "roncaram" e as FemAles dançaram até de manhã!!








Obrigada pela presença de todos. Adoramos a festa!!!

Até a próxima!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

5 anos da FemAle Carioca


Quem diria, 5 anos se passaram...
No dia 26 de setembro a FemAle Carioca vai comemorar seus 5 anos, com um Happy Hour no Teto Solar, em Botafogo. Estaremos lá para um brinde com todos vocês que fizeram parte dos nossos encontros e festas a partir das 19h.
Para este aniversário preparamos uma Imperial IPA, com 8% de álcool e 98 IBUS. Quer experimentar? Chega lá!

E para os fortes, vai rolar a música do DJ Flavio Canetti com a Festa Hey Ya!, a partir das 23h.

Venha brindar conosco esses 5 anos de muito aprendizado, encontros, festas e cervejas boas.

Beijos
Eduarda, Flavia, Luciane, Talita e Regina

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Great British Beer Festival

No último mês, tive a oportunidade de conhecer um dos grandes festivais de cerveja do Reino Unido. Estava viajando de férias com a família, no mesmo período que ocorria o Great British Beer Festival (GBBF) em Londres.
Eu e Ricardo Rosa não podíamos perder a oportunidade de experimentar as melhores cervejas inglesas (entre outras) on tap.
Esta edição do GBBF aconteceu entre os dias 13 e 17 de agosto, no Olympia em Londres e contou com mais de 800 rótulos de Real Ales, Cidras, Perries e Cervejas estrangeiras.

Entrada do festival
Uma das grandes novidades pra gente foi a quantidade das chamadas "Real Ales". As Real Ales são cervejas que maturam em barris de madeira e que são servidas diretamente destes barris, sem adição de gás carbônico. Estas cervejas são bem menos carbonatadas do que as que estamos acostumadas a beber no Brasil.
O CAMRA é o grupo que faz a campanha pelas Real Ales.



Stands do GBBF

O festival era muito grande e com diversos tipos de cerveja, mas, sem dúvida, a grande maioria das cervejas inglesas era do tipo pale ale e bitter, com algumas stouts, porters e milds e muito pouco de coisas diferentes.
No primeiro dia, ficamos um pouco perdidos, mas conseguimos experimentar cerca de 20 tipos diferentes. Em sua maioria, cervejas pouco carbonatadas e na temperatura ambiente - verão de 30ºC na Inglaterra! Muito fora dos nossos padrões. No segundo dia, focamos em experimentar algumas receitas que haviam sido premiadas no evento e outras importadas. Tivemos mais sucesso!

A comida do GBBF também era uma delícia! Frutos do mar, sanduíches de carnes exóticas, batatas apimentadas, acepipes, ... e o tradicional Fish & Chips!

Cerveja e comida
Uma característica engraçada deste festival é que as pessoas vão usando chapéus de todo tipo e se divertem nos stands de jogos de sorte. Eu também entrei no clima!

Os chapéus
Neste festival, não pudemos circular pelos pavilhões com o Felipe (11 meses). Então tivemos que revezar entre as cervejas e espaço família, no segundo andar. Foi uma pena, porque não pudemos curtir juntos o evento. Mas deu pra experimentar bastante cerveja nova. 
Fica a dica!
Até!




sexta-feira, 21 de junho de 2013

Belgian Pale Ale para o FashionBeer

A FemAle Carioca foi convidada pela sommelier de cervejas Marcelle e pelos empresários Simonia Rodrigues e Mozart Rodrigues, proprietários da Cervejaria Therezópolis, a produzir uma cerveja em sua micro cervejaria. A planta com uma cozinha de 250 litros fica dentro da Vila Sankt Gallen, complexo cervejeiro com vários ambientes, localizado no centro de Teresópolis.

As FemAles com Simonia Rodrigues da Été Rose
O Fashion Beer seria um evento realizado nas dependências da Vila St.Gallen, com diversas atrações produzidas por mulheres, como um desfile de moda, duas DJs e uma cerveja produzida pela FemAle.

Subimos a serra no dia 1° de maio já com a receita pronta, faríamos um estilo diferente dos produzidos pela Therezópolis, que fosse leve e que agradasse o público feminino curioso por conhecer novos estilos.  Escolhemos o Belgian Pale Ale, leve, com baixo amargor e com características aromáticas do fermento belga utilizado. Para dar um charme ou um toque feminino rs, resolvemos colocar um pouco de cardamomo.

Foi a primeira vez que a FemAle Carioca se aventurou em produzir num equipamento profissional. Ficamos felizes, orgulhosas e apreensivas com o convite. Tínhamos pouco tempo para colocá-lo em prática, não conhecíamos o equipamento que utilizaríamos e não podíamos errar. Por tudo isso fomos assessoradas e seguimos os conselhos de dois cervejeiros, o Maurício, cervejeiro da fábrica da Therezópolis e o Gabriel, originalmente cervejeiro caseiro, formado na escola do SENAI e recém contratado por eles para tocar a micro cervejaria da Vila St Gallen. O desafio não foi fácil, passamos o dia fazendo e refazendo cálculos.



O evento foi marcado para o dia 11 de junho, tudo foi pensado e realizado nos mínimos detalhes pela equipe da St Gallen.  Modelos profissionais para o desfile de 4 estilistas, Chef Rafael Estorque no comando do menu harmonizado e lá fomos nós subir a serra novamente, ansiosas para ver o resultado final da nossa "terceira filha".
Logotipo do evento
E lá estava ela, engarrafada em uma linda garrafa preta, arrolhada, rótulo elegante.  Nossa Belgian Pale Ale com cardamomo ficou dentro do estilo e do jeito que esperávamos.  Leve, refrescante, aromas de malte e do fermento belga, leve amargor e um leve picante vindo do cardamomo.
Rótulo criado pelo marketing da St Gallen


Algumas fotos do evento:

com Marcelle Correa da St Gallen

com Mozart da Therezópolis



A noite foi linda, gostaríamos de agradecer ao convite do Mozart, Simonia e Marcelle, por toda a ajuda do Gabriel, do Maurício e da Ana e pela recepção incrível que tivemos de toda equipe em Teresópolis.

Cheers!

FemAle Carioca