sábado, 10 de abril de 2010

Postinho, Cervejão!

Um micro post pra contar de quarta-feira:

De bobeira que estávamos, eu e Flavinha resolvemos tomar umas cervas no Aconchego Carioca e Bar da Frente. Seria um choppinho descompromissado, sem post, não me chamasse atenção a qualidade da Brooklyn.

Começamos com um Bottinho, o chopp pequeno Bottobier, que estava recém chegado da fábrica. Sou suspeita pra falar desse chopp, mas realmente é um chopp com personalidade.


Como fechou cedo o Bar da Frente, partimos pra continuação da noite no Aconchego. Lá, tomamos a Brooklyn Lager, uma cerveja com aquele aroma de lúpulo que todas amamos, que delícia. Me lembrou muito o Saaz, mas eu passei longe. O amigo David me avisou, via twitter, que era dry hopping de Cascade e Hallertauer Mittelfrueh. As lagers são maravilhosas, mas aqui no RJ não temos boas opções, por isso sempre me alegro ao tomar uma boa, ainda mais se tiver bons preços, pra ser aquela "cerveja de trabalho".


Depois, Brooklyn Brown Ale. Eu nunca tinha tomado uma representante comercial desse estilo, só as caseiras, inclusive uma feita por mim pro IV Concurso das ACervAs, a Mussum Brownis (que foi finalista na competição. Iiêêê). Então, pelo estudo da teoria, achei que a cerva estava perfeita pro estilo, leve no corpo e com mais amargor do que as conhecidas English Brown Ales.


Pra fechar a noite, as inglesas Marston Pale Ale e Oyster Stout.



O Fred, que a Flavinha está tentando catequizar, foi de uma das minhas preferidas, a Harvieston Schiehallion. Tá começando e já mandou bem.


Um brinde!

2 comentários:

Giovanni disse...

A Brooklyn Brown Ale é na verdade uma American Brown Ale e não uma English Brown como A Newcastle Brown Ale. Como todos os estilos americanos, a American Brown Ale se diferencia pelo maior amagor do que os das sua "primas" equivalentes inglesas. Na época do concurso da AcervA no ano passado muita gente pensou na Newcastle como referẽncia comercial para as cervejas que participaram do concurso na categoria American Brown Ale mas isto foi um engano.

Giovanni

FemAle Tatiana disse...

Com certeza, Giovanni.

Vi alguns comentários, na época, dizendo que as ABAs estavam amargas, mas é justamente pra ser assim.

Acho que a Brooklyn tá mesmo dentro do estilo, por tudo que eu li pra fazer a minha.

Pra não deixar dúvida sobre a diferenciação que vc fez aqui, botei a palavra "english" no post.
bjs